fbpx

Nova Timeline do Facebook

Por Suzi Lacerda

Todo mundo sabe que empresas que não inovam estão fadadas à estagnação e falência. Em se tratando de inovação, a competitividade é muito mais acirrada no meio tecnológico mais ainda no ramo de redes sociais.

Na última quinta-feira, dia 22 de setembro, um anúncio era muito esperado na F8, a conferência anual de desenvolvedores do Facebook, o de Mark Zuckerberg. Ele trouxe para os presentes, fisicamente e online no evento, mudanças que prometeriam transformar nossas vidas na rede social que tem mais de 500 milhões de usuários espalhados pelo mundo. O facebook fez parcerias com empresas que desenvolvem aplicativos, entre elas a Spotify e a Netflix, para integração de tudo o que fazemos nas redes sociais. A Timeline (nome dado ao novo perfilapresentado) transforma a sua vida em um diário virtual, separado por ano ou datas de acontecimentos importantes na sua vida. Além disso, na Timeline os usuários poderão ativar aplicativos que permitirão compartilhar tudo o que eles fazem com os outros, permitindo também que os seus amigos possam decidir fazer as mesmas coisas que estão fazendo.

A partir do anúncio foi dada a largada para a ativação do novo perfil, que ocorreria dentro das próximas semanas, mas como tudo na Internet ocorre de forma instantânea usuários descobriram uma espécie de “macete” para ativá-la. Pouco tempo depois o próprio facebook abriu inscrições para aqueles que gostariam de ter prioridade na ativação da Timeline quando esta estivesse disponível.

Nós, da Yesbil Comunicação Digital, já experimentamos a Timeline e o que podemos dizer? É bem diferente de como eram os perfis anteriores a ela. O agrupamento das atualizações por ano, mês ou datas importantes do usuário organizou e facilitou a busca por essas informações, a “cover”, espécie de banner colocado acima do perfil faz a sua página parecer com um site, mas, por outro lado, as atualizações dos amigos que antes apareciam no corpo da página, na Timeline foram jogadas para o canto direito superior o que exige muita paciência, visão periférica e atenção para conseguir ver o que está acontecendo e poder interagir.

Usuários que já experimentaram a Timeline estão achando ela muito confusa, mas acredito que assim como foi no começo do boom das redes sociais que começou com o Orkut, é tudo uma questão de adaptação. Entender as mudanças e passar a utilizá-la, pois somente com a prática é que se aprende e, além disso, a Timeline está em fase de experimentação o próprio nome diz, Timeline Beta.  Entendo também que tornar uma rede social chata não depende somente das atualizações da mesma, mas de como os usuários fazem uso dela. Ao contrário de redes sociais com propósito específico como o Linkedin, o facebook nos faz escolher por livre vontade como iremos interagir. Se iremos nos adaptar a Timeline, só o tempo irá dizer e como a livre concorrência é muito boa para os usuários o Google já anunciou que fará mudanças na Google +. Nós aqui estamos aguardando ansiosamente por essas modificações. Até a próxima!

 

Deixe um comentário