fbpx

Scandal: Os Gladiadores de Terno da Gestão de Crises

o-SCANDAL-facebook

 

Para os entusiastas e profissionais da gestão de imagem e de crises, a série Scandal é uma ótima fonte de inspiração. Criada por Shonda Rhimes (a mesma de “Grey’s Anatomy” e “How to Get Away with Murder”), a série apresenta Olivia Pope (Kerry Washington), uma ex-funcionária da Casa Branca que hoje é dona da Pope & Associados, empresa de gestão de crises, e uma das mulheres mais poderosas e influentes de Washington – EUA. A protagonista Pope é inspirada na ex-assessora de imprensa do governo de George H. W. Bush, Judy Smith. Smith é co-produtora executiva e consultora técnica para da série.

 

scandal4

 

O trabalho da empresa é solucionar problemas essencialmente de imagem pública, desde celebridades, empresas envolvidas em catástrofes, até escândalos políticos. Pope e sua equipe – que se auto-intitulam Gladiadores de Terno -, embora especializados em consertar as vidas de outras pessoas, também demonstram dificuldades de corrigir os seus próprios erros durante a série, com destaque para a delicada relação amorosa da protagonista com o atual – e casado – presidente dos Estados Unidos, Fitz Grant (Tony Goldwyn). Eis o tempero dramático da trama de tirar o fôlego a cada nova crise apresentada.

 

Crash and Burn – Episódio 5 da 1ª temporada

Para demonstrar o espírito da série, destaquei este episódio, que considero muito relevante para a análise de crises brasileiras e estrangeiras: as tragédias aéreas e os escândalos políticos. Neste episódio, um avião 684 da Sky National caiu inesperadamente e cerca de 199 pessoas morreram. A empresa de Pope pega o caso para representar o Sindicato dos Pilotos, uma vez que a companhia joga a culpa encima da piloto, isso mesmo, uma mulher e com um passado de alcoolismo.

 

PHOTO_Scandal-group

“A verdade não importa. Se ele parece culpado, será culpado.” (Olivia Pope)

 

Aí vem o spoiler: A resolução do caso conseguiu alcançar o inesperado. Nem a piloto e nem a empresa aérea eram os culpados, mas sim um descuido de uma funcionária cuja função era despachar relatórios. Descuido que causou a liberação de um avião com defeito e, por consequência, o acidente.

Outro detalhe importante no caso foi que um dos passageiros mortos na queda do avião era o senador Paul. Este tinha um projeto, chamado DREAM, que visava beneficiar os filhos de imigrantes ilegais nos EUA, coisa que a vice presidente Sally dizia não ser o “plano de Deus”. Mas ao final do episódio, Sally muda de ideia em meio a troca de favores políticos que serviram para melhorar a imagem presidencial e reduzir os holofotes sobre o escândalo de uma suposta amante do presidente que até então tinha acabado de ser encontrada morta.

Durante as temporadas encontramos habilidades jurídicas, investigativas, jornalísticas e especialmente de relações públicas sendo desenvolvidas em cada caso de crise de imagem. Ao mesmo tempo, as histórias dos personagens vão se mostrando cada vez mais profundas e complexas. Enfim, a série é uma excelente indicação para os fãs e profissionais da área debaterem soluções para casos bem reais na sociedade. A 6ª temporada em breve será anunciada no canal Sony, enquanto que a Netflix já disponibilizou 4 temporadas.
Fotos: Divulgação/ABC

1 comentário em “Scandal: Os Gladiadores de Terno da Gestão de Crises”

  1. Aqui em casa somos fãs desta série do Netflix. Parabéns à Shonda Rhimes pela criação da série, à Kerry Washington pelo ótimo desempenho no papel de Olivia Pope e à Judy Smith por ser a inspiração e co-produtora desta série fantástica!
    Marcus Quintão.

Deixe um comentário