fbpx

04 lições que podemos tirar do Masterchef para nossa vida profissional

Masterchef finalmente começou! Sim, sei que o primeiro programa foi ao ar cinco semanas atrás, mas somente agora podemos começar a conhecer os 21 candidatos e já chorar a despedida dos primeiros eliminados 😀

Sei também que quando estamos assistindo ao programa, ficamos entretidos, cobiçando o prato ou torcendo muito para que nosso favorito  não erre nada (quem torce pelo Lee que o diga), mas há muitas lições ali, naquele programa, é só prestar atenção.

A primeira de todas: Controle Emocional.

Sim, controle emocional é tudo neste programa, desde as primeiras seletivas, além de saber cozinhar muito bem é claro. Chorar não adianta, gritar não adianta, sair jogando todas as panelas abaixo também não adianta, então o jeito para eles é respirar fundo e seguir adiante, corrigindo as falhas, verificando alternativas, nessa questão a ajuda do outro também é essencial. No último programa, um dos bolos da participante Bruna Chaves ficou cru no meio, não tinha como aproveitar, o que fazer? O participante Nuno Codeço prontamente deu a ideia de que ela pegasse uma forma menor e cortasse o bolo que ficou bom assim ela teria um bolinho de três camadas conforme havia sido pedido.  Não era o bolo grande de três camadas, com recheio e cobertura, mas era um bolinho. Ela aprontou, apresentou e ficou. Na nossa vida aqui, a gente que trabalha feito um desgraçado hahaha (brincadeira) muitas vezes a pressão aperta, a gente se sente sufocado, sente vontade gritar Haaaaaaaaaaa, mas não adianta muito, chore um pouco, e siga em frente ou então parta pra outra 😉 Nota: O participante Fernando Bianchi, desde o começo da prova já estava um pouco agoniado, bastante tenso o que pode ter atrapalhado o desempenho na tarefa e ter provocado sua saída no último programa, além de ter esquecido a clara de neve antes de colocar o bolo no forno :-/

Planejamento!

Item essencial para que não percamos o controle.  Para eles, não seria diferente. Antes de cozinhar eles precisam pensar no que vão fazer, até porque há um limite de tempo para pegar os itens no mercado, então se não souberem o que cozinhar, como vão escolher os ingredientes? Não tem como.  Planejamento é extremamente importante até pelo fato de nos deixar preparados para qualquer adversidade que possa surgir. Qualquer situação que ocorra pode ser resolvida se você antes pensou sobre tudo que pode acontecer.

Tempo!

Ah o tempo, tão traiçoeiro, quando a gente vê já passou, estamos atrasados. Os participantes do programa têm muita vantagem, pois há um relógio pendurado na parede, há também a Ana Paula chamando a atenção o tempo todo. A gente, que não tem ninguém gritando em nosso ouvido “faltam quinze minutos” precisamos aprender a lidar com o tempo da melhor forma. Organização é a palavra.  Para eles mesa bagunçada, é um fator negativo, rouba tempo, pois é preciso arrumar, perde-se no que está fazendo, para a gente mesa bagunçada, área de trabalho bagunçado, agenda bagunçada podem ser situações que vão tomar muito tempo para ajeitar, para arrumar então o melhor é deixar organizado desde o início. “Tempo é vital neste programa” diz sempre a Chef Paola Carosella, e acrescento que saber lidar com o tempo é vital para uma vida tranquila.

Aparência!

Sim, aparência importa e muito! Vocês que assistem ao programa já perceberam que a forma como se arruma os itens no prato é extremamente importante certo? Pode até não ser um item eliminatório, mas faz o participante ganhar ou perder muitos pontos. Sempre devemos nos preocupar em como o cliente vai entender daquilo que estamos propondo. Apresentações bem feitas, claras, com os recursos corretos facilitam e muito a apresentação de uma ideia. Aliados a uma boa postura (como também é exigido dos participantes do programa) e uma boa articulação das palavras fazem você ficar mais perto do sucesso almejado.

É isso! Muitos programas que assistimos na TV podem nos mostrar exemplos e situações que vão nos ajudar a entender e até lidar melhor com certos aspectos da vida profissional. Resta a nós aproveitar os momentos de lazer para ter momentos de aprendizado também.

Quem não gosta de Masterchef pode assistir um ou dois episódios atentando para os pontos levantados, quem gosta pode assistir agora com outros olhos o programa. Vamos continuar cobiçando os pratos e torcendo aqui que daqui a cinco meses conheceremos o novo Masterchef Brasil.

Deixe um comentário