fbpx

Analisando as reações do Facebook – Cuidados e ferramentas

reac3a7c3b5es-31

Em fevereiro de 2016, o Facebook disponibilizou globalmente o recurso de Reações, uma extensão do botão “Curtir”, que oferece novas maneiras de compartilhar expressões, são elas: Curti, Amei, Haha, Uau, Triste, Grr.

Isso foi um alvoroço total, de um lado usuários com medo de possíveis conflitos entre amigos, de outro usuários adorando a possibilidade de se expressar melhor. Entre os profissionais não foi diferente, muitas conversas entre os diversos grupos de marketing, comunicação, social media e temas afins.

A partir dessas conversas surgiram vários “especialistas” em um recurso recém-lançado e até métricas para cada sentimento já foram lançadas. Observando isso, achamos importante alertar os analistas de mídias sociais que começaram a aplicar essas fórmulas mágicas de mensuração de conteúdo em seus relatórios.

Primeiro: Não existe métrica 100% segura para nenhuma das reações, pois cada reação envolve 03 fatores essenciais.

  1. A página que publicou o conteúdo.
  2. O conteúdo publicado.
  3. O perfil que reagiu ao conteúdo.

Um exemplo bem atual: Uma pessoa pública faz um comentário com a opinião política dela e contrária a uma outra pessoa.

O “Grr” pode ser de alguém que concorda com ela e demostra sua raiva ao alvo do autor, mas também pode ser alguém que discorda dela e de sua opinião.

Antes que se diga que política é um caso complicado e que com marcas são diferentes:

Um exemplo real meu: A concessionária de energia postou em sua página que em um determinado domingo haveria uma manutenção da concessionária de água e dentro do espaço dela não teria energia, mas quanto ao resto estava tranquilo pois conseguiriam manter a energia nos arredores sem prejudicar a sociedade. Seria um conteúdo para “amei”, mas aproveitaram para citar os bairros que não teriam água e o meu estava no meio, então apliquei um “Grr” na hora.

Mais um exemplo: Uma empresa de hospedagem estava com problemas elétricos na sala do servidor e alguns sites saíram do ar, então todos os conteúdos postados naquele dia tinham “Grr”. Um problema externo afetou a recepção do conteúdo.

São exemplos só do “Grr”, eu poderia citar outros para cada tipo de reação, mas o post ficaria mais extenso.

Isso significa que as reações não têm valor algum para o Social Media? Não! Pelo contrário, elas podem dar excelentes feedbacks do trabalho do profissional.

Você só precisa estar ciente que quando não avalia o contexto das reações é o mesmo que deixar no automático a função de sentimentos das ferramentas de monitoramento, um risco muito grande de se ter conclusões erradas.

Se você tem uma página com poucas interações, observe pessoa por pessoa, como elas reagiram e busque compreender seus reais motivos, esse conhecimento poderá auxiliar no entendimento real de como seu conteúdo impacta as pessoas e consequentemente te ajudará a produzir conteúdos melhores.

Se a página é um pouco maior, selecione aleatoriamente algumas pessoas para fazer esta análise. Observe também qual tipo de reação aparece mais para qual tipo de publicação, nunca esquecendo quem é seu público e o contexto da publicação, um “Haha” ou “Uau” pode ser uma ironia, por exemplo.

Com o tempo você vai dando novos significados para cada tipo de reação, tempo também do público aprender a utilizar o recurso, pois é novo para todos. Assim como alguns emoticons e emojis criados para uma função foram resignificados pelos usuários, com as reações pode acontecer o mesmo.

Conhecendo o seu público e as significações dadas por eles para as reações nas suas publicações é só monitorar, avaliar e ajustar o trabalho.

Como bônus, 03 ferramentas para análise das reações:

1- Facebook Insights

Na primeira opção, você nem precisa sair do Facebook, pois a mídia social já inclui dentro do Insights a opção de visualizar as reações, dentro da aba publicações. Acesse direto pelo link: https://www.facebook.com/SUA-PÁGINAl/insights/?section=navPosts

Nessa aba serão exibidas todas as suas publicações, clique na qual deseja ver os detalhes das reações. Aparecerá na sua tela quais reações o post teve e o quantitativo de cada uma.

 

reacoes_fb-insights

Diferencial do Facebook Insights: Mostra reações em compartilhamentos.

 

2- ZoomSphere

Ferramenta gratuita que mostra o post por tipo de “reações” que teve o maior número absoluto, além de uma tabelinha com as publicações e seus valores. Acesse pelo link: http://www.zoomsphere.com/facebook-reactions-analytics

 

reacoes_zoomp-shere01

ZoompShere

Diferenciais do ZoompShere: Mostra somatória de todas as publicações por tipo de reação e é gratuito.

3- mLabs

Ferramenta paga com várias funções, entre elas o demostrativo de “reações” com as publicações analisadas (possui filtro temporal) ordenando-as por ordem de interações (reações, comentários, compartilhamentos e cliques). Cada tipo de interação tem um valor diferente. Acesse https://www.mlabs.com.br e faça um trial de 07 dias da ferramenta.

 

reacoes_mlabs01

 

reacoes_mlabs02

Diferenciais do mLabs: Filtro temporal e percentual por período.

 

As 03 ferramentas apresentadas possuem outras funções, porém me foquei neste texto apenas naquelas relativas às reações.

Conhece outra ferramenta? Discorda ou tem algo a acrescentar? Comente! 😉

Deixe um comentário