fbpx

Aprenda a pedir desculpas com o Desculpômetro

giphy (4)

Aprender a pedir desculpas tem sido cada vez mais importante e eficaz para reparar conflitos e crises. É uma ação nobre e de grande ajuda para a reputação que sofre quebras com a falha em questão. Porém, ainda percebemos a dificuldade de algumas marcas fazerem o pedido em momentos de falhas e crises.

Para isso, a ciência realizou estudos e parece que encontrou uma fórmula para o pedido perfeito de perdão, cientificamente testada e aprovada. A receita é da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, e é bem mais fácil do que parece – basta misturar um pouco de honestidade, arrependimento, planos para consertar a situação e uma pitada da postura corporal correta.

Para alcançar ou máximo de sucesso na recuperação de sua reputação, você pode combinar até seis atitudes no seu pedido de desculpas. Os dois primeiros são os itens básicos, os demais ajudam a reforçar. Então simulamos um termômetro para calcular a porcentagem de eficácia do pedido de desculpas:

1. Primeiro e mais importante, admita que você pisou na bola e que a culpa é sua (30%). Sim, isso é difícil, mas é essencial, porque a pessoa vai entender que você realmente repensou sua postura, e que está interessado em corrigir as coisas para valer. Isso nos leva ao segundo ingrediente:

2.Menos palavras, mais ação (30%). Coloque-se à disposição para reparar o erro, dando ideias de atitudes reais para consertá-lo.

O impacto desses dois componentes é tão grande que, segundo o estudo, só eles já são o suficiente para um bom pedido de desculpas em situações mais superficiais – como um mal entendido na faculdade ou no trabalho, por exemplo.  Agora, veja mais atitudes para potencializar o pedido:

3. Expresse seu arrependimento com sinceridade (10%), mas sem pressionar ou parecer que não é você.

4. Explique, nas suas palavras, o que aconteceu de errado (10%). Mostre o seu lado da história, as motivações ou descuidos que o levaram ao erro.

5. Sempre que possível, tente se desculpar pessoalmente (10%). Olhar nos olhos da pessoa, mostrar uma expressão facial sincera e se colocar em uma postura que mostre abertura – sem os braços cruzados e encarando a pessoa de frente – também ajudam na hora do perdão.

6. O último passo é o mais simples: deixe o pedido de desculpas para o final (10%), depois da admissão do erro, das ideias de reparação, da expressão do arrependimento e da explicação. De acordo com o estudo, só dizer “foi mal aí” soa falso e passa a impressão de que você não liga de verdade para o que a outra pessoa está sentindo – e que só quer acabar logo com o problema.

 

Vamos ver um exemplo?

O pedido de desculpas mais que completo: case Me Gusta – Picolés Artesanais

O caso: um funcionário foi abordado por um casal heterossexual que se sentiu incomodado com a presença de um casal homossexual no local (São Paulo/SP). O segurança pediu para que o casal gay se retirasse do local sob a afirmação de que aquele era um “ambiente familiar”. Um dos rapazes expulsos decidiu relatar o caso no Facebook e denunciou ao Centro de Combate à Homofobia, vinculado à prefeitura de São Paulo. Ao tomar conhecimento do caso, um dos responsáveis pela empresa, também homossexual, rapidamente entrou em contato com o casal, substituiu o funcionário e postou no Facebook uma retração, informando assumir maior responsabilidade com seus funcionários e comunicação de marca.

O Comunicado:

me-gusta-picole1
Destacam-se os seguintes itens do comunicado: a empresa assumiu a culpa do ocorrido, reforçando a importância do treinamento de funcionários, assumir o compromisso de melhorar o treinamento, relatou com bastante sinceridade e emotividade o arrependimento e o ocorrido, relatou o pedido de desculpas pessoal às vítimas, além de pedir desculpas para os consumidores em geral e reforçar um posicionamento mais humanitário de amor e respeito a todos os clientes. As ações e o comunicado foram muito bem recebidos e viralizados positivamente nas redes sociais do Brasil.
.

Fonte: http://super.abril.com.br/comportamento/o-pedido-de-desculpas-perfeito-de-acordo-com-a-ciencia

http://noticias.terra.com.br/brasil/cidades/sp-apos-expulsao-de-casal-gay-sorveteria-promove-beijaco,8884b472cc30c410VgnVCM10000098cceb0aRCRD.html

Inspirado no sistema Empoderômetro (http://planofeminino.com.br/empoderometro-se-comunicando-melhor-com-as-mulheres/)

Deixe um comentário