fbpx

O homem que mudou o jogo: muito além de um filme sobre baseball.

Jhon Hill comemorando

Baseball é um mistério para a grande maioria dos brasileiros. No país onde desde crianças aprendemos a chutar uma bola, é curioso ver um campo com formato de diamante, uniformes listrados e um taco na mão dos jogadores.

Particularmente, meu conhecimento do esporte era quase nulo, até assistir o filme “O homem que mudou o jogo” (MoneyBall), baseado na história real de Billy Beane, contada no livro de Michael Lewis. Nele, o autor relata como Beane conseguiu levar o modesto time do Oakland Athletics à elite do beisebol americano.

O filme chamou muito minha atenção pelo roteiro muito bem desenvolvido por Aaron Sorkin e a belíssima atuação de Jonah Hill, mas talvez o que realmente me deixou durante algum tempo pensando nesse filme foram as lições deixadas pela trama. Vamos a elas:

Antes de tudo, faça a pergunta certa

Para encararmos o problema, precisamos antes fazer as perguntas certas. Qual é realmente o problema? O que precisamos para minimizar nossos defeitos?

Bill pensando

“é inacreditável o quanto você não sabe do jogo que tem jogado a vida toda.”

Seja um líder, saiba extrair o melhor do seu time

Como concorrer com equipes de orçamentos com milhões de dólares? Beane (com a ajuda do seu assessor) define uma nova estratégia para montar sua equipe. Jogadores com baixo valor de mercado têm estatísticas mostrando que são atletas muito competentes em determinados fundamentos.

O PULO DO GATO! Ele consegue extrair de cada um, aquilo que um líder deve fazer. O melhor! Corrigir erros e valorizar potencialidades de cada jogador dentro do jogo.

Bill conversando com outra pessoa

“Pode parecer que não somos uma equipe vencedora, mas somos. Esta noite joguem como tal.”

Olhe para fora da caixa

Fazer as perguntas certas e ter o espírito de liderança só funcionam se acreditarmos no que estamos fazendo. Foi exatamente isso que Beane fez ao apostar na sua estratégia, que nunca havia sido utilizada. Até então no mundo do baseball o que valia era o “feeling”  dos “especialistas” no assunto.

Peter mostrando os dados para o Bill

“Quando os números não batem, você tem que mudar seu jogo.”

O homem que mudou o jogo (Moneyball) está muito longe de ser um clichê de filmes motivacionais de esporte. O filme não conta a história de superação do astro do time ou algo do gênero, mostra sim, a saga do dirigente Billy Beane para conseguir fazer o melhor para seu time com os recursos disponíveis.

Deixe um comentário