fbpx
Yesbil pensando a 3.0

Post da Terça – Pensando a 3.0, o mercado gira a 2.0, mas ainda produzimos 1.0

Yesbil pensando a 3.0As novas mídias são capas de revistas, é também um dos assuntos mais debatidos em eventos de marketing e com grande produção acadêmica através de artigos e TCCs de graduação, MBAs, mestrados e até doutorados.

Mas a produção real de cases no mercado, principalmente o local é muito pequena e quando existe não alcança todo potencial das novas ferramentas, o que vemos é um processo de empolgação amadorístico por meio dos empresários que querem de seus profissionais de Marketing digital um bolo de três andares com apenas um punhado de farinha, isso é ridículo.

Muitos especialistas falam que as novas mídias possuem uma melhor relação custo-benefício, mas que não é de graça, e aí que está o problema. Investir.

Ok! Vamos falar de custos, até pouco tempo atrás esses gastos nem existiam nas planilhas financeiras das empresas, e dinheiro tem que sair de algum lugar, pois trocados não trazem resultados.

Senhor empresário raciocina comigo, quando você vai abrir uma filial em uma nova cidade, você coloca qualquer um como gerente? Aluga uma sala em beco escondido sem muito movimento? Não né? Você faz planejamento, escolhe um ponto adequado, faz treinamento adequado com a equipe que vai assumir. Afinal você quer retorno financeiro.

Vamos pensar na web como uma nova filial da sua empresa, mas num mercado que mais cresce e que pode atender o mundo inteiro. Inclusive com possibilidades de retorno maior que a matriz. Sim! Aquela loja física onde fica seu escritório. Na verdade a web pode gerar retorno a todos seus empreendimentos. Será que este mercado não precisa de uma atenção especial, estou falando de lucro, e alguns casos muito lucro. Vamos ser mais inteligentes e aproveitar as oportunidades.

Mas o titulo não falava de 1.0, 2.0, 3.0, aonde entra isso?

Bem o empresário topa gastar, investe uma nota, põem um site “bonitão” na internet e fica sentado atrás do balcão esperando o cliente chegar. Vivemos num novo cenário cultural e mercadológico, temos que nos relacionar mais com as pessoas, interagir com o público, fazer ele se sentir importante, ser parte do processo da construção da marca, daí entram as famosas “redes sociais”. Mas não podemos parar por aí, temos que monitorar, classificar e estar sempre um à passo frente, resolvendo as reais necessidades de cada cliente, seja através de tecnologia ou simplesmente por um bom atendimento.

Resumindo, vamos começar a investir mais em internet e investir bem. Marketing digital vai muito além de um site na web ou um perfil do twitter. Pense nisso!!

 

—– —- Conceitos web 1.0, 2.o e 3.o —- —-

Para definir melhor os conceitos me utilizo de parte de um post do Blog Direto ao Ponto

yesbil pensando a 3.0A Web 1.0 Os dados eram estáticos e as atualizações não aconteciam em tempo real.  Ou seja, você recebia as informações  que os programadores julgavam importantes.

Na Web 2.0, existe uma produção colaborativa do internauta na rede.  O boom da Wikipedia, dos blogs e das redes sociais mostra bem a necessidade de compartilhar e de integrar. As pessoas descobrem que possuem voz na rede.

E a Web 3.0? As mudanças propostas começam por uma melhor interação entre o homem e a máquina. Ou seja, em um futuro próximo, já será possível a construção de um perfil dos usuários de uma maneira tão complexa, que as informações no momento da busca terão relevância ou não, de acordo com as características pessoais dos seus usuários.

Post de referência completo em http://blog.facsenac.com.br/?p=793

 

Deixe um comentário